top of page
  • Foto do escritorOlimpio Ferreira - Consultor de projetos

Estratégias Eficientes para Mapear Custos Fixos em um Novo Negócio


O caminho para uma gestão financeira sustentável e lucrativa


Ao planejar a abertura de um novo negócio é importante realizar o mapeamento dos custos fixos do seu negócio, permitindo uma visão mais clara e detalhada das despesas que são constantes. Dessa maneira, ao compreender esses custos, torna-se possível tomar decisões assertivas para otimizar a gestão financeira do negócio, identificando possíveis desperdícios e implementar estratégias para reduzir gastos. O mapeamento dos custos fixos também contribui para um planejamento mais eficiente, permitindo uma previsão mais certeira quanto aos recursos necessários e disponíveis para estabelecer metas compatíveis com a realidade do negócio.


Nessa perspectiva, podemos classificar os custos fixos em três categorias principais:


  • Operacionais

Os custos operacionais se mostram como os que devem possuir maior atenção dos administradores do negócio, pois a viabilidade de funcionamento do estabelecimento é garantida por eles. Assim, torna-se necessária uma análise aprofundada desses custos.


Aluguel: Os valores podem variar significativamente a depender da localização e tamanho do espaço. No entanto, é fundamental considerar outros fatores, como o IPTU e o condomínio, ao fazer o cálculo do custo total da locação. Dado o contexto, é importante ressaltar que todos os valores relacionados à locação de um espaço comercial estão sujeitos a reajustes anuais. Tais reajustes ocorrem de acordo com índices de inflação, contratos ou outras variáveis que afetem o mercado imobiliário, portanto, deve-se ter atenção ao fechar contratos de locação e estar atento às taxas de reajuste para evitar quaisquer surpresas.



Eletricidade/Água: Principalmente para comércios no ramo da alimentação (Bares e Restaurantes) a conta de energia e água se tornam fatores de grande importância, uma vez que o segmento depende de produtos em temperatura ideal para consumo. É necessário analisar a necessidade do maquinário, levando em conta a demanda esperada, a capacidade de armazenamento de produtos congelados e o preparo, pois o consumo deles formará grande parte da conta de luz e água. Válido ressaltar que o valor a pagar pode variar de acordo com o tempo e maneira de uso dos aparelhos. Ademais, impostos regionais e federais relacionados ao consumo em conjunto com taxas da distribuidora de luz podem aumentar o valor da conta.



Folha de Pagamento: A folha de pagamento se apresenta como outro elemento essencial na gestão financeira de uma nova empresa. Nesse sentido, apresentaremos uma análise do custo de dois funcionários fixos:


  • Salário Bruto: R$1320

INSS (3%): R$ 39,60

FGTS (8%): R$ 105,60

13° salário + encargos (9,25%): R$ 122,10

Férias + encargos (12,33%): R$ 162,76

FGTS (provisão de multa para rescisão - 3,20%): R$ 42,24

Total mensal: R$ 1.792,30

Custo total para dois funcionários: R$ 3.584,60


Estabelecimentos em regime MEI tem direito a apenas um colaborador, sendo ele estagiário ou funcionário.


  • Não operacionais

Custos não operacionais consistem naqueles no qual o negócio não depende para o seu funcionamento pleno, ou seja, são de baixa prioridade. Alguns exemplos são investimentos em marketing ou softwares para organização de estoque e pagamentos. Essas ferramentas possuem relevância no que tange o reconhecimento de marcas e otimização de processos dentro de um negócio, especialmente em distribuidoras, porém, não interferem diretamente na operação do estabelecimento.


  • Financeiros

O mapeamento dos encargos financeiros também representa um grande papel dentro do negócio, tendo em vista que dentre eles estão as mensalidades para manter o MEI ou Simples Nacional da sua empresa.


O microempreendedor individual, MEI, é permitido para empresas com faturamento anual de até 81 mil reais, possui um custo mensal fixo a depender da atividade desempenhada. As taxas a serem pagas mensalmente dependem, independente do faturamento da empresa. Já no regime do Simples Nacional, os impostos se tornam variáveis de acordo com o faturamento do negócio, variando entre 4% e 19% para comércios. Dada a maior complexidade no cálculo das obrigações tributárias, a contratação de um profissional contábil é obrigatória por lei.


Nesse contexto, a análise dos custos fixos é uma etapa crucial no planejamento de um novo negócio. Ele permite uma compreensão clara das despesas constantes, possibilitando decisões assertivas para otimizar a gestão financeira, entretanto, cada categoria tem suas particularidades e requer atenção e análise cuidadosa. Isso resultará em um negócio mais sustentável e lucrativo. Lembre-se, um bom planejamento é a chave para o sucesso de qualquer empreendimento.


  • Conclusão

Portanto, a estruturação cuidadosa dos custos fixos não apenas fortalece a gestão financeira do empreendimento, mas também é essencial para a construção de bases sólidas que contribuam para a sustentabilidade e lucratividade a longo prazo. Dessa forma, o Estudo de Viabilidade Econômica da Economus pode te ajudar a organizar um negócio planejado, consciente de seus custos e obrigações financeiras para que você esteja melhor preparado para enfrentar desafios e prosperar no competitivo cenário econômico.

21 visualizações0 comentário
bottom of page