top of page

Desvendando o Payback: Uma ferramenta essencial para decisões de investimento


Sabemos que tomar a decisão de investir ou não em um negócio é  sempre complicado, afinal é o seu dinheiro que está em jogo, por isso antes de nos decidirmos é preciso analisar profundamente o investimento. Para isso, usam-se diversas ferramentas que podem ser extremamente úteis, como Retorno Sobre Investimento(ROI), Taxa Interna de Retorno(TIR), Valor Presente Líquido(VPL), Payback, entre outros. Aqui, apresentaremos e ensinaremos a você uma dessas ferramentas: o Payback.


O Payback é uma métrica muito simples de ser calculada e muito importante para que se tome a decisão de investir ou não em determinado projeto, funcionário ou maquinário. Basicamente, o Payback calcula em quanto tempo o investimento vai “se pagar”. Existem 2 tipos de Payback: 

  • Payback simples => Considera somente o investimento inicial e o fluxo de caixa médio - receitas descontadas das despesas fixas e variáveis.

  • Payback descontado => Considera o investimento inicial, o fluxo de caixa médio e uma Taxa Mínima de Atratividade(TMA)



  • COMO CALCULAR O PAYBACK SIMPLES

O Payback simples é a razão entre o dinheiro investido e o fluxo de caixa médio

Por exemplo: Digamos que você quer abrir uma loja que vai te custar 10 mil reais, e que o fluxo de caixa médio esperado seja de mil reais por mês, para que você descubra em quanto tempo a loja vai se pagar basta dividir 10 mil por mil, o que significa que a loja vai demorar 10 meses para recuperar o investimento inicial.


  • COMO CALCULAR O PAYBACK DESCONTADO


A conta do Payback descontado é um pouco mais complexa do que a do simples, pois esse considera uma Taxa Mínima de Atratividade (TMA) - geralmente, usa-se a taxa Selic. 

Assim sendo, o cálculo prossegue da seguinte forma: vamos utilizar o investimento e o fluxo de caixa do exemplo anterior e adotar uma taxa mínima de atratividade de 10%(0,1) ao ano, nesse caso, a primeira etapa seria dividir o fluxo de caixa médio por (1+TMA), que neste exemplo é 1000/1,1 =909,091, então divide-se o investimento inicial pelo resultado da conta anterior  10.000/909,091= 10,9, ou seja, o investimento inicial demora 11 meses para ser pago.


  • CALCULANDO CUSTO DE OPORTUNIDADE COM O PAYBACK


Para investimentos com prazos o Payback se torna uma ótima ferramenta de custo de oportunidade, ainda vamos nos prender ao exemplo acima e supor 2 coisas:

 1 - O projeto irá durar por apenas 2 anos 

 2 - O fluxo de caixa médio se manterá constante.

 3 - Vamos utilizar o cálculo do Payback simples.

 Com isso, vamos comparar  a abertura da loja com uma simples aplicação no tesouro Selic com uma taxa de 10% ao ano. Após os dois anos a loja irá render 1000 X (24-10) = R$14.000, já no tesouro Selic o valor arrecadado seria de R$12.100, com isso cabe ao empreendedor avaliar qual investimento faz mais sentido para o seu perfil.


Em conclusão, o Payback se destaca como uma ferramenta valiosa para avaliar a viabilidade de investimentos e auxiliar na tomada de decisões financeiras. Seja no contexto da abertura de um novo negócio, na seleção de projetos, funcionários ou maquinário, o Payback fornece uma métrica tangível que permite aos investidores entenderem em quanto tempo poderão recuperar seus investimentos iniciais. Mas lembre-se, quanto mais ferramentas de análise você utilizar mais precisa e segura será a decisão.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page